05 Dicas para Aprender Inglês Mais Rápido com o Jerry Costa!

Aprender inglês rápido nem sempre é fácil, mas existem alguns truques que podem te valer para praticar. Talvez sejas dos que pensam: “eu Tenho um monte de anos, dando-lhe voltas à gramática, mas não diferencio ainda bem que as palavras e conversar me custa uma barbaridade, há solução para mim?”.

SIM, você deve aprender inglês se divertindo, deve estudar e deixar de vê-lo como uma obrigação. Você tem que conseguir que o inglês faz parte de sua vida cotidiana: conversar, pensar e (why not?) até sonhar na língua de Shakespeare. Como você vê difícil? Bom, vamos dar 5 dicas simples que você pode seguir para aprender o idioma de uma forma mais rápida.

Dicas para aprender inglês rápido

Os 5 melhores dicas para aprender inglês rápido

Há muitas dicas que você poderia dar para melhorar a pronúncia, entender melhor e começar a falar sem medo. Mas eu acho que esses são os métodos mais eficazes de conhecer qualquer língua estrangeira, especialmente a inglesa, que está em todas as partes, especialmente online.

1. Ouça músicas em inglês

Por aqui já começou todo o mundo, querendo imitar os cantores ou grupos musicais preferidos. Se você gosta de uma música, busque a letra, aprenda ela, trate de distinguir as palavras, entre a música, e no final… canta em voz alta, embora não conheça algumas frases!

2. Assista a filmes e séries em versão original

E sem legendas. Com a TDT pode deixar o dual ignição. Embora o princípio perca a metade, o importante é que o seu ouvido vai se acostumando. As imagens de vídeo ajudam muito também a compreender o contexto. Com o tempo você irá associar as palavras e coisas de forma quase inconsciente!

3. Estude pelo online com o curso Inglês do Jerry

Inglês do Jerry

Você tem milhões de professores amigos à sua espera, que lhe vão ensinar vocabulário e a escrever. Não prenda apenas nas escolas perto da sua casa, com o curso inglês do Jerry você pode aprender inglês rapidamente.

Procurar informações em páginas inglesas e conheça pessoas que fale este idioma para sair da rotina. Se você quiser saber como funciona o curso inglês do Jerry, acesse o site oficial do curso inglês do Jerry.

4. Converse com seus amigos em inglês

Uma forma de aprender inglês e fazer uma conversa é começar dizendo quatro comentários e deixar que eles te sigam o jogo. O proibido falar em português durante um tempo! Farás um esforço para pensar em outro idioma e aprenderá vocabulário dos que sabem mais.

5. E, claro: faça um curso de inglês no exterior!

Cuide de si, toma um avião e passar algumas semanas na Inglaterra para aprender inglês. Ou na Escócia. Ou na África do sul. Ou onde mais você quiser. O inglês é uma língua viva! Investiga, sorri, conheça pessoas confortavelmente, desfrute de professores nativos, faça turismo e diverta-se. Verá como dá um passo de gigante em menos tempo do que você pensa!

Garcinia Cambogia – Afinal, Funciona Mesmo? [REVELADO]

Mais do que qualquer outro suplemento de emagrecimento dos produtos à base ou que contêm (ou dizem conter) garcinia cambogia são o mais que a este sobrelotado mundo se refere. Esqueça a alcachofra, chá verde, o chá da mesma cor, a faseolamina ou de qualquer outro produto que vai pela sua cabeça.

Garcinia Cambogia funciona para emagrecer

O certo é que oferecem as mesmas garantias que o resto de suplementos de emagrecimento, ou seja, nenhuma, mas se tomar garcinia cambogia será a última. De fato, se trata de um dos suplementos fetiche do ínclito Dr. Oz e é, sem dúvida, o suplemento que mais me perguntaram recentemente. Mas antes de continuar, falaremos um pouco sobre o que é garcinia cambogia.

Garcinia Cambogia Funciona

Na verdade, Garcinia cambogia é o nome científico em desuso pelo que se conhece popularmente por tamarindo malabar, hoje referido verdadeiramente como Garcinia gummi-gutta. Trata-se de uma árvore ou arbusto que cresce principalmente na Índia e que oferece um fruto de aspecto relativamente semelhante ao de uma abóbora, mas mais pequeno.

De seu conteúdo em compostos ativos, destaca-se o ácido hidroxicítrico, substância à qual se atribui a propriedade de inibir uma enzima chamada citrato liasa e com isso diminuir a síntese de ácidos graxos e aumento de glicogênio; este efeito, em teoria, influenciaria em uma menor sensação de fome e, portanto, sua utilidade para perder peso.

Detox Slim

Outras fontes, na minha opinião, pouco documentadas, embora muito populares, incluem-se também na composição de garcinia gummi-gutta uma certa quantidade de detox slim funciona muito bem para emagrecer. Trata-se de um elemento associado à perda de peso alternativa posto em valor naqueles fóruns mais entusiastas dos produtos milagre.

Sobre o papel da detox slim no metabolismo das gorduras te falei nesta postagem já que se atribuem propriedades “queima de gordura”. Muito em resumo, eu vou te dizer que é verdade que a detox slim é um elemento que efetivamente interveio na obtenção de energia a partir dos ácidos gordos… mas você precisa ter a quantidade que você precisa e por contribuir, através de qualquer complemento não fará com que se utilizem mais ácidos graxos. Vejamos isso com um exemplo: um dos itens que vai precisar do seu carro para funcionar é a bateria, mas uma vez que já tem uma… você acha que o colocar mais baterias fará com que funcione melhor? Pois com o detox slim, não é necessário, você “colocar” mais suplementos em circulação porque tomar mais suplementos não fará com que você queime mais rápido as gorduras.

Emagrece Mesmo

Há inúmeras publicações, mas entre os estudos mais sérios sobre a utilidade desta planta ou de seus extratos no emagrecimento temos essa revisão e meta análises de ensaios clínicos The Use of Garcinia Extract (Hydroxycitric Acid) as a Weight loss Supplement: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomised Clinical Trials. Sua conclusão, após analisar os resultados de 12 ensaios clínicos que reuniam a qualidade mínima exigível e que incluíam os resultados de mais de 700 participantes, foi:

As provas sugerem que os extratos de Garcinia cambogia (ácido hidroxicítrico) favorecem a perda de peso no curto prazo. No entanto, a magnitude deste efeito é pequeno e tende a desaparecer quando se consideram os ensaios mais rigorosos; além disso, a relevância clínica [sua importância geral], parece ser questionável.

Mais recente, mas com conclusões semelhantes é este outro estudo “Evaluation of the safety and efficacy of hydroxycitric acid or Garcinia cambogia extracts in humans” que afirma que:

Há pouca evidência que apoie a eficácia e possíveis benefícios a longo prazo dos extratos de garcinia cambogia. Com relação à toxicidade e segurança, […] salvo em casos excepcionais, os estudos realizados em animais de experimentação não têm relatado um aumento significativo da mortalidade ou da toxicidade. […] Em estudos com humanos também não foram descritas diferenças quanto aos efeitos colaterais negativos entre indivíduos tratados com garcinia cambogia e controles.

E é que, por mais que agora esteja mais ou menos de moda, usar os fito-suplementos com extratos desta planta não é exatamente recente. Eu disse alguma vez que a fama dos absurdos abordagens alimentares e de produtos milagre responde a ciclos em que a exaltação e o esquecimento dos mesmos são usados de forma comercialmente conveniente, e em virtude de a (pouca) memória popular. Assim sendo, e como seria de esperar, em tais circunstâncias, a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA), recebeu há tempo a consulta a respeito do poder atribuir em preparações comerciais à base de garcinia cambogia algum tipo de alegação que fizesse referência às suas supostas propriedades de emagrecimento. No entanto, apesar de que a consulta figura que se realizou em 2008 (página 55), a AESA ainda não se pronunciou.

Comprar

Assim, em uma leitura mais conceitual refere-se sobre este tipo de “auxílios” para emagrecer, eu gostaria que reflexionaras a respeito de um fato. Se bem que alguns tratamentos médicos não incidem diretamente sobre as causas do problema, mas no entanto são considerados ao mesmo tempo válidos, no caso de um possível tratamento com os remédios fitoterápicos, nem está relacionado com as causas nem há uma maior evidência de que vincule o seu uso com nenhum efeito benéfico real.